Segurança inabalável para os servos de Deus

Salmo 125

INTRODUÇÃO

O Salmo 125 é uma promessa de Deus, que dá esperança a todo aquele que confia nele. Precisamos descobrir a mensagem de paz e segurança desse poema.

Ele é também um salmo de fé (Sl 23), é um cântico de Sião. Este poema anônimo é o sexto Cântico dos Degraus. A estrutura do poema é a seguinte: (1) celebração da proteção de Deus sobre os justos (v. 1,2); (2) declaração de que o poder dos ímpios não durará (v. 3); (3) oração pelos retos (v. 4); (4) maldição contra os perversos e convocação à paz em Israel (v. 5).

VEJAMOS O SALMO 125 EM DIVISÕES

I. O FILHO DE DEUS É COMO OS MONTES DE SIÃO – V. 1

O versículo fala do Monte Sião.

Monte Sião é o nome de uma das colinas de Jerusalém e que por extensão tornou-se sinônimo da Terra de Israel e que pela definição bíblica é a Cidade de David. Após a morte do rei David, o termo Sião passou a se referir ao monte em Jerusalém, o Monte Sião, onde se encontrava o Templo de Salomão.

Como habitação de Deus, o templo representava:

a) Estabilidade

Imobilidade, equilíbrio, firmeza, fixidez, segurança, solidez na presença do Senhor.

b) Ordem

Regra, norma, lei, determinação, diretriz, prescrição, regulamento, mandado, mandato, autorização, edital, édito, tudo isto referente à lei de Deus

c) Perseverança

Firmeza, consistência, constância, coragem, dedicação, garra, insistência, paciência e persistência na obra e na vida cristã

Essas características era passadas para aqueles que confiavam em Deus.

Eu lhes pergunto: “Você tem confiado em Deus?”

Não podemos ser abalados, se confiamos no Senhor. O versículo não afirma que nada se abalará a nossa volta, mas que nós não seremos abalados! Abalar é desmoronar, cair. “Firme para sempre”: não é apenas nos momentos mais suaves ou vitoriosos, mas para sempre!

Segundo o estudioso Júlio César Zanluca, “A única condição é confiar no Senhor. Lutas, dificuldades e problemas não poderão abalar o servo do Senhor. Sempre é uma palavra que significa continuidade, sem interrupção. Esta é a Palavra do Senhor!

Aleluia!

II. DEUS PROTEGE O SEU POVO – v. 2

a) O versículo enfatiza Jerusalém, que ficava numa região montanhosa.

b) Jerusalém está assentada em um dos sete cumes de montanha da região.

c) Esses montes ficavam ao redor de Jerusalém. Eram importantes para defesa da cidade e retratam a presença de Deus.

d) Se somente o Salmo fosse o v.1, já seria suficiente! Mas Deus enfatiza “sempre”! “Desde agora…”: agora é já, imediatamente. Não é depois, ou no além. É agora! Se nos apegarmos as promessas do Senhor, seremos sustentados eternamente. Não precisaremos mais de muletas, desculpas e razões próprias. Deixaremos qualquer obstáculo a fé. Toda a nossa vitória está no Senhor, Ele é a nossa Rocha. Ter fé é confiar no Único que pode a tudo vencer. Este é o nosso Deus!

 

III. O PODER DOS ÍMPIOS NÃO DURARÁ PARA SEMPRE – v. 3

Cetro: Símbolo de governo político e militar, e, nesse caso específico, indica opressão do povo de Deus por uma força ímpia

a) O cetro da impiedade é símbolo do poder do mal. Este versículo recorda a promessa do Senhor de que os portões do inferno não prevalecerão contra a Sua igreja (Mt 16.18). Desta forma, Deus, em Sua misericórdia, protege Seu povo de ter parte com o mal.

b) Sob hipótese nenhuma o ímpio ficará impune. Os justos triunfarão. A verdade é invencível. Por que nos abalamos tanto quanto o ímpio prospera? Tudo isto é palha. Só Deus é verdadeiramente Santo, Perfeito e Justo, mas Ele se apraz do homem que rejeita a impiedade. “Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos” – Is 6.3

IV. ORAÇÃO PELOS DEUS SÓ FAZ BEM AOS SEUS SERVOS – v. 4

a) O salmista invoca Deus para que cumpra a sua aliança de abençoar aquele que tivesse fé em Deus e obedecesse a sua lei (Dt 28:1-14)

b) VERSÍCULO começa com a frase “Faze bem”. É isso o que esperamos que Deus faça aos que são Seus; De Nós, Ele espera obediência e retidão (Sl 51.18).

c) Em síntese, os frutos colhidos pelos retos (v. 4) são comparados aos dos que colhem os caminhos tortuosos (v. 5). O verdadeiro Israel é separado do falso (Rm 2:28-29; 9:6-7)

V. QUEM SE DESVIA DO SENHOR SERÃO CASTIGADOS – v. 5

a) Naquele contexto, o salmista estava falando dos israelitas que cediam ao exemplo ímpio mencionando no verso três (3)

b) A expressão os que obram a maldade é muito encontrada nos salmos de sabedoria (Sl 14-4); o Senhor se oporá àqueles que fazem o mal.

c) O salmo encerra com uma oração para que a paz de Deus envolva Seu povo. A mesma prece fecha o Salmo 128; pode ser uma versão abreviada da bênção sacerdotal presente em Números 6.24,25.

Tornemos-nos justos pela Sua graça redentora, em Cristo Jesus! Santidade é o desejo do Senhor ao Seu povo – 1 Pe 1.16. Busquemos esta santidade, mediante a fé!

CONCLUSÃO

Como está explícito pelo texto exposto, concluímos que nada melhor para os servos do Senhor do que a confiança Nele.
Os israelenses sabem disso.  Deus sempre esteve e sempre estará com seu povo, que sabe a confiança em Deus cria uma firmeza e segurança inabaláveis na vida dos servos e na vida dos crentes no Senhor.

Hoje, devemos ter plena confiança no Senhor sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel para cumprir (Hb 10:23). Os que confiam no Senhor são como os montes de Sião (Jerusalém), que não se abalam, mas permanecem para sempre. Deus é nossa rocha, que nos protege. Na hora da dificuldade e do perigo, ele está conosco, lutando por nós.

Fontes:
Bíblia Sagrada Almeida Século 21
Bíblia da Pregadora Pentecostal
www.bibliaon.com
http://ebdonline.com.br
https://bibliotecabiblica.blogspot.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *